Julho férias para dançar.

5 minutos para ler

Quatro importantes eventos de dança, em quatro diferentes Estados, agitam o mês. Hoje você confere o que cada um tem de mais importante para não perder nada.

Julho é aquele mês que bailarinos, diretores e coreógrafos riscam no calendário para chegar logo. Tem contagem regressiva, check list, muito ensaio, planejamento e ansiedade para que todos possam passar as férias dançando, ou melhor, fazendo arte. Quatro grandes eventos marcam o mês: o já conhecido Festival Internacional de Dança de Goiás, que acontece em Goiânia, Goiás de 4 a 8 de julho; o tradicional e pioneiro Passo de Arte, que acontece de 6 a 14 de julho, em Indaiatuba, no Estado de São Paulo; o jovem Prêmio de Dança Seletiva YAGP Brasil, que será realizado de 12 a 16 de julho, em Uberlândia, Minas Gerais, e o famoso e consagrado Festival de Dança de Joinville, marcado entre os dias 18 e 28 de julho, em Joinville, Santa Catarina. No texto de hoje preparamos um roteiro com o que acontece de mais especial em cada um deles, para que você possa aproveitar cada instante, sem perder nada! É só planejar e dançar.

PASSO DE ARTE INTERNACIONAL

EVENTO | O 26º Passo de Arte Internacional acontece de 6 a 14 de julho, em Indaiatuba. O espaço principal de realização do evento fica no CIAEI (av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 3665, no Jardim Regina), em Indaiatuba, e as apresentações acontecem em dois horários: às 16h e às 19h30. O site é www.passodearte.com.br

JURADOS | No evento, além dos especialistas de cada estilo, outros nomes da dança são convidados a integrarem o júri para que o concorrente possa ter uma diversidade maior de olhares, acreditam os diretores Marisa Pivetta e William Romão. Em 2018 são eles: Stella Antunes, Cintia Martin, Amalia Machado, Juliana Garcia, Edy Wilson, Cassi Abranches, Matheus Brusa, Anselmo Zolla, Edson Santos, Jonatam Pikolé, João Wlamir, Beatriz de Almeida, Cícero Gomes, Raul Candal, Iñaki Urlegaza, Luca Masala, Carol Pagano, Sofia Marques dos Santos, Shoko Nejime e Nenê.

GALA E CONVIDADOS | Durante todo o evento o público poderá ver grupos convidados na abertura das noites. Entre as companhias estão a Galpão 1 Erika Novachi (6 de julho) dirigida por Erika Novachi – e a Anacã Companhia de Dança (dia 9 de julho) – com direção de Edy Wilson e Helô Gouvêa – além de bailarinos que se profissionalizaram por meio de parcerias do Passo de Arte, como Lamim Pereira (Kansas City) e Amanda Assucena (The Joffrey Ballet), que se apresentam no dia 14 de julho a noite e Alexander Kaden (Viener Staatsoper), também no dia 14, mas no período da tarde. No dia 15 de julho, às 17h, no CIAEI, acontecerá a Gala das Estrelas, na qual dançam todos os primeiros colocados e convidados. Os estudantes que possuem técnica clássica apresentam o Grand Defilé, que tem coreografia de Carlos dos Santos Jr. e que esse ano ganha remontagem de Beatriz de Almeida e Cícero Gomes.

Ivonice Satie: criadora de Shogum | Foto: Divulgação SHOGUM | Trabalho ícone de uma das maiores referências da dança contemporânea do Brasil, Shogum, de Ivonice Satie (1951-2008), será apresentado em homenagem à artista, que também foi uma grande colaboradora do Passo de Arte e morreu há 10 anos. Com direção, remontagem e ensaios de Anselmo Zolla, os bailarinos Luis Fernando Pereira Rodrigues (Estação Cultura de Artes, de Porto Feliz) e Jonatas Santana (IOA, de Jundiaí) sobem ao palco no dia 15, na Gala das Estrelas, para essa performance. Durante as regionais do Passo de Arte SP I e II foram selecionados 18 bailarinos que participaram de uma audição para esta apresentação.

OPORTUNIDADES | Com objetivo de ampliar ainda mais as possibilidades de mercado de trabalho para os bailarinos, o Instituto Passo de Arte fez parcerias com o Concurso Internacional de Bailado do Porto, que acontece em abril de 2019, em Portugal, e é idealizado por Sofia Marques dos Santos, e o Europen Ballet Grand Prix, que acontece durante o mês de fevereiro, em Vienna, na Áustria, e tem direção de Simone Noja. Os eventos – que selecionam bailarinos de até 24 anos e grupos de todos os gêneros de dança para participarem – ampliam ainda mais o intercâmbio de estudantes, coreógrafos e diretores da América do Sul. Segundo Marisa Pivetta, os “eventos tem menos tempo de duração o que ocasiona um custo menor aos participantes. As bolsas também incluem alojamentos, refeições, escola de dança e formação acadêmica e o visto de imigração para esses países não é necessário”.

Aula de Raul Candal para alunos no evento| Foto: Acervo Passo de Arte NÚMEROS | Aproximadamente 3.500 estudantes de dança passarão pelas competições. Cerca de 500 bailarinos participam de cursos e mais de 150 grupos, oriundos de diversos estados do Brasil, do Paraguai, da Argentina e do México participam do evento dividindo-se em 400 coreografias.

PALCO SÓ DANÇA | Este ano a novidade será um palco externo, no Parque Ecológico, com programações diárias entre os dias 7 e 14 de julho. Nos dias 7, 8, 9 e 14 ele funcionará das 10h às 18h, e entre os dias 10 e 13, das 14h às 18h. As apresentações serão variadas. Tem mais: Para aqueles que gostam de “compras” vale uma passada na Feira de Produtos que funciona no CIAEI, das 9h às 21h. E caso alguém não queira perder a programação por não estar presente, poderá assistir tudo pelo www.danceplay.com.br uma plataforma de transmissão online e ao vivo do conteúdo das noites.

BOLSAS | Com apoio exclusivo da Só Dança o Passo de Arte irá oferecer bolsas de estudo para que os participantes possam estar no 4º Curso de Capacitação para Estudantes e Professores, que acontece em janeiro de 2019, em Indaiatuba. Segundo os diretores do evento elas serão distribuídas da seguinte forma: 100% de bolsa de estudo para os primeiros lugares das variações, solos clássicos (serão 40 bolsas para o 1º,2º e 3º lugares das categorias Pré, Juvenil, Adulto e Avançado); 100% de bolsa de estudo para os professores dos gêneros variações de repertório, solos clássicos e livres e 50% de bolsas para os estudantes de variações de repertório, solos clássicos e livres que ficarem abaixo dos três primeiros lugares.

Eliabe D’Abadia (The Danish Royal) e Luiza Boaventura: presenças confirmadas no Prêmio de Dança | Foto: Divulgação PRÊMIO DE DANÇA SELETIVA YAGP BRASIL EVENTO | O Prêmio de Dança Seletiva YAGP Brasil, acontece de 12 a 16 de julho, em Uberlândia, Minas Gerais em dois espaços: No Teatro Municipal de Uberlândia (avenida Rondon Pacheco, 7070) será realizada a competição, o credenciamento, a feira de produtos e a praça de alimentação e no DMAE (avenida Rondon Pacheco, 6400) acontecem as master classes e palestra.

IDEIA | O grande objetivo de Katty Houlis, responsável pela delegação do Brasil no YAGP em 2019, é que essa seletiva (e a próxima, que acontece em outubro, em São Paulo) possa propiciar ao bailarino e professor uma experiência educativa e não apenas uma competição. O evento contará com master classes, coaching, bolsas de estudo, palestras, entre outros. FESTIVAL | A seletiva YAGP integra o Prêmio de Dança de Uberlândia, assim foram aceitos na competição categorias avançadas com bailarinos acima de 19 anos, que não concorrem a Final do YAGP. No momento da inscrição no site, o bailarino pôde optar por participar do Prêmio, do YAGP ou ambos.

NOVIDADES | Para os selecionados para a final do YAGP em Nova York, em 2019, será oferecido gratuitamente um coaching, em janeiro. E a delegação em NY terá aulas de aquecimento diariamente durante a viagem. Uma palestra chamada Por Dentro do YAGP, será ministrada por Larissa Saveliev, presidente e idealizadora do Youth, no dia 16 de julho, com a participação de bailarinos que passaram pelo evento e hoje integram importantes companhias como Paulo Arrais (Boston Ballet), Eliabe D’Abadia (The Danish Royal) e Daniel Robert (Dutch National Ballet).

MASTER CLASSES | Entre os dias 12 e 15 de julho acontecem as master classes com importantes nomes da dança como Ana Maria Campos (Brasil), Carol Segurado (Brasil), Claudio Munoz (Chile/USA), Edna Carvalho (Brasil/Alemanha), Luiza Boaventura (Brasil/USA), Paulo Arrais (Brasil/USA), Rostslav Dzabraev (Russia/USA) e Vladymyr Rybyakov (Russia/Brasil). O coach de variações e pas de deux ficará a caro de Ana Maria, Luiza, Arrais e Rybyakov.

Larissa Saveliev criadora do YAGP que estará em Uberlândia JURADOS | Nessa edição são eles: Larissa Saveliev (YAGP), Claudio Munoz (YAGP/Houston Ballet, USA), Tindaro Silvano (Brasil), Edna Carvalho (Brasil/Alemanha), Eliabe D’abadia (Brasil/ Dinamarca, Danish Royal).

BOLSAS | No dia 16 de julho também acontecem as aulas avaliativas para bolsas e seleção para a final do YAGP NY 2019 em aula de Ana Maria Campos. As bolsas desta primeira edição aqui no Brasil serão para o Houston Ballet, Het Nationale Ballet – Dutch National Ballet, The Royal Danish Ballet, Escola Estatal de Berlim e Boston Ballet.

Texto publicado no Blog Só Dança em 11 novembro 2019

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • LinkedIn - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

CONECTE-SE!